Embaixador brasileiro discute o papel da agricultura nas negociações Mercosul-UE

13 Agosto 2016

Em sabatina na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE), o embaixador brasileiro Everton Vieira Vargas afirmou que os integrantes do Mercado Comum do Sul (Mercosul) esperam por uma melhora substancial do capítulo agrícola da oferta apresentada pela União Europeia (UE). As declarações foram dadas em 11 de agosto, em evento que marcou a aprovação da indicação de Vargas ao cargo de chefe da representação brasileira em Bruxelas. Munido de dados sobre os investimentos bilaterais, o diplomata defendeu os laços com o bloco europeu, o principal investidor no Brasil.

 

Lembrando da existência de um período de adaptação entre a celebração do acordo entre Mercosul e UE e a implementação das novas regras, Vargas afirmou que o consenso depende de concessões de ambos os lados. Nesse sentido, defendeu uma maior abertura às negociações por parte do empresariado brasileiro. Ao mesmo tempo, o diplomata enfatizou a importância dada pelos integrantes do bloco sul-americano ao fortalecimento de sua base industrial.

 

Um dia antes, Vargas reuniu-se com o presidente da Conferência da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins. No encontro, ambas as partes concordaram que a redução das barreiras às exportações agropecuárias do país constitui um objetivo central da atuação diplomática junto à UE. Conforme lembrado por Martins, tanto tarifas quanto regras sanitárias e fitossanitárias dificultam o acesso dos produtores brasileiros ao mercado europeu. Por sua vez, o embaixador defendeu o estabelecimento de propostas que possam gerar ganhos concretos e factíveis para o debate com Bruxelas.  

 

As estatísticas mostram o alto grau de interdependência entre Mercosul e UE. Atualmente, o Brasil é o destino de quase 45% do estoque de investimento europeu na América Latina. O país é também o principal fornecedor individual de produtos agropecuários ao bloco europeu. Anualmente, intercâmbios de cerca de US$ 70 bilhões tornam a UE o principal parceiro comercial brasileiro.

 

Reportagem Equipe Pontes

 

Fontes consultadas:

 

Agência Senado. União Europeia precisa melhorar proposta agrícola para obter acordo com Mercosul, diz diplomata. (11/08/2016). Acesso em: 11 ago. 2016.

 

Canal Rural. CNA e embaixador do Brasil na UE debatem ampliação comercial. (11/08/2016). Acesso em: 11 ago. 2016.

 

 

5 Julho 2011
O brasileiro José Graziano da Silva foi eleito para o cargo de diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO, sigla em inglês), em votação realizada em 26 de...
Share: 
5 Julho 2011
Agenda Multilateral OMC Local: Genebra, Suíça Para mais informações, acesse aqui . 6 de julho Reunião do Comitê sobre Comércio e Meio Ambiente 11 a 15 de julho Reunião do Grupo de Negociação sobre...
Share: