Visita de Hollande à América do Sul cria expectativa de avanço nas negociações Mercosul-UE

25 Fevereiro 2016

Em visita à América do Sul, o presidente da França, François Hollande, expressou o desejo de avançar nas negociações de um acordo comercial entre o Mercado Comum do Sul (Mercosul) e a União Europeia (UE). Reunido em Buenos Aires com o presidente da Argentina, Mauricio Macri, o presidente francês discutiu os principais pontos da relação bilateral. Entre os assuntos em pauta, a esperada troca de ofertas entre os blocos. A ministra das Relações Exteriores da Argentina, Susana Malcorra, sublinhou que o líder francês apoia a retomada das conversas e reconheceu que a questão agrícola é a mais controversa em um possível acordo. No entanto, isso não impediria a apresentação de propostas e a busca por um entendimento, segundo a chanceler.

 

A visita de Hollande ocorre em um momento marcado pela expectativa sobre os detalhes das ofertas a serem apresentadas por Mercosul e UE. Horas antes da chegada de Hollande a Buenos Aires, o presidente do Uruguai, Tabaré Vázquez afirmou que o bloco colocaria "93% daquilo que produzimos à disposição para finalizar um tratado", uma proposta superior aos 87% sugeridos em finais de 2015. O líder uruguaio redobrou a aposta ao afirmar que "os problemas agora estão com a UE, principalmente devido a alguns aspectos relacionados com o protecionismo agrícola". Vázquez, um dos presidentes visitados por Hollande durante seu périplo sul-americano, evitou direcionar suas críticas à posição francesa, lembrando que outros países europeus também resistiam a um desfecho positivo. De fato, a possível retomada do diálogo preocupa diversos grupos organizados relacionados ao setor agrícola europeu (ver Boletim de Notícias Pontes).         

 

Entre os favoráveis a um acordo Mercosul-UE, existe o consenso de que o primeiro semestre de 2016 constitui uma janela de oportunidade para avanços nas tratativas. Até julho de 2016, o Uruguai – fortemente favorável às negociações – ocupará a Presidência Pro Tempore do bloco sul-americano, período em que buscará concretizar o intercâmbio de ofertas. O ministro das Relações Exteriores do país, Rodolfo Nin Novoa, pretende apresentar uma proposta global em 8 de abril, quando se reunirá com a comissária de Comércio da UE, Cecilia Malmström, em Bruxelas (Bélgica). Antes, espera obter um novo plano de abertura dos mercados por parte do governo argentino, outrora o principal entrave a um consenso entre os membros fundadores do Mercosul.

 

Do lado europeu, o aparente congelamento nas tratativas com os Estados Unidos tem contribuído para a retomada dos trabalhos em outras frentes. Funcionários da Comissão Europeia (CE) confirmaram a preparação de uma proposta a ser apresentada em breve ao Mercosul. Parece inexistir, no entanto, um cronograma exato para os próximos passos – como mostram as declarações oficiais colhidas após o encontro entre Hollande e Macri. A única certeza é de que avanços somente ocorrerão caso ambos os lados concretizem a apresentação de ofertas que cubram um percentual acima do piso de 90% do mercado.

 

Reportagem Equipe Pontes

 

Fontes consultadas:

 

Clarín. Europa apura un acuerdo con el Mercosul. (24/02/2016). Acesso em: 25 fev. 2016.

 

El Observador. Macri prometió a Uruguay mejorar oferta para lograr TLC con Europa. (24/02/2016). Acesso em: 25 fev. 2016.

 

InfoBAE. El Mercosur ofreció a la UE abrir el 93% de su producción para libre comercio. (25/02/2016). Acesso em: 25 fev. 2016.

 

LaRed21. Uruguay pretende lograr intercambio de ofertas entre Mercosur y Unión Europea durante su presidencia pro-témpore. (24/02/2016). Acesso em: 25 fev. 2016.

 

MercoPress. Hollande/Macri personal links "will make things get moving and get done". (25/02/2016). Acesso em: 25 fev. 2016.

22 Março 2006
Nos últimos dias 10 e 11 de março, reuniram-se em Londres delegados de Comunidades Européias (CE), Estados Unidos (EUA), Austrália, Brasil, Índia e Japão (G-6) para discutirem sobre um possível...
Share: 
22 Março 2006
De acordo com um diplomata baseado em Genebra e envolvido no processo de negociação, os resultados de uma simulação informal para avaliar como as principais propostas em discussão nas negociações da...
Share: