Buscando reverter embargos à carne, Brasil aguarda missão veterinária dos Estados Unidos

20 Agosto 2017

Segundo o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, o Brasil deverá receber uma missão veterinária dos Estados Unidos ainda neste mês. O objetivo é a retomada das importações de carne bovina in natura pelos compradores estadunidenses. A inspeção ocorrerá um mês após uma missão técnica brasileira ter visitado os Estados Unidos para se reunir com empresários e autoridades nacionais. Para discutir oportunidades de negócios no setor agrícola, o Brasil também receberá uma missão do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, sigla em inglês) em setembro.

 

A missão veterinária dos Estados Unidos ao Brasil tem como pano de fundo o anúncio feito em 22 de junho, pelo USDA, impondo embargos à carne nacional in natura após autoridades terem encontrado violações nos produtos, como abcessos e material externo não identificado. O anúncio gerou embargos aos 15 frigoríficos que haviam recebido carta de equivalência do governo estadunidense em relação ao sistema sanitário brasileiro. Conforme ressaltam as autoridades brasileiras, essa carta havia sido concedida após 17 anos de negociação.

 

A decisão em favor do embargo foi tomada em data próxima à publicação dos resultados negativos da missão veterinária enviada pela União Europeia (UE) ao Brasil, em maio, prejudicando os esforços técnicos e diplomáticos para frear e reverter os impactos negativos da Operação “Carne Fraca” (ver Boletim de Notícias Pontes). Em julho, uma missão brasileira viajou aos Estados Unidos com o mesmo propósito de retomar as importações de carne bovina fresca. Nessa ocasião, Blairo Maggi encontrou-se com o secretário da Agricultura dos Estados Unidos, Sonny Perdue, e com empresários da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos.

 

Dentre as visitas programadas, o USDA está organizando uma missão técnica para setembro com o objetivo de “expandir as oportunidades de exportações dos Estados Unidos no Brasil”. A visita ocorrerá entre os dias 25 e 29 e uma das paradas do grupo será em Recife. São Paulo também deverá ser visitada, de acordo com nota do USDA. Segundo o documento, entre 1997 e 2016 as exportações de produtos agrícolas dos Estados Unidos para o Brasil cresceram 64%, passando de US$ 533 milhões para US$ 875 milhões.

 

Apesar das constantes discussões sobre os embargos aplicados ao Brasil, o mercado estadunidense de carne in natura corresponde a apenas 2% das exportações brasileiras do setor. O país atualmente também importa carne fresca dos Estados Unidos. Após 13 anos fechado em vista de preocupações fitossanitárias, o mercado brasileiro foi reaberto em agosto de 2016 e recebeu os primeiros carregamentos de carne em maio de 2017.

 

Reportagem Equipe Pontes

 

Fonte consultada:

 

Globo Rural. Estados Unidos preparam missão agrícola ao Brasil para setembro. (11/08/2017). Acesso em: 17/08/2017.

17 Agosto 2017
A Câmara de Comércio Internacional (ICC, sigla em inglês) lançou, em 14 de agosto, a Comissão de Políticas de Comércio e Investimentos da ICC no Brasil. O evento de lançamento contou com a presença...
Share: 
24 Agosto 2017
Cláusulas de Sustentabilidade em Acordos Regionais de Comércio: Elas Podem Ser Multilateralizadas? ICTSD – agosto 2017 Com a emergência dos acordos regionais de comércio de integração profunda ( deep...
Share: