Publicações

18 Outubro 2016

O Comércio na Transformação do Nosso Mundo: Opções para o Acompanhamento e a Revisão dos Elementos relacionados ao Comércio da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável

 

ICTSD, IISD – junho 2016

A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável parte da ideia de que o comércio e a política comercial são fundamentais para transformar nosso mundo. Este estudo discute como mensurar, nos próximos 15 anos, os avanços no cumprimento das metas estabelecidas na Agenda 2030 em matéria de comércio. Por oferecer uma contribuição difusa à Agenda 2030, o comércio coloca desafios significativos à definição de ferramentas de mensuração. O estudo identifica seis conjuntos de elementos relacionados ao comércio na Agenda 2030 – entre eles, o acesso a financiamento e o sistema multilateral de comércio. O estudo pode ser acessado aqui.

 

Conteúdo de trabalho nas exportações manufatureiras mexicanas, 2008 e 2012

 

CEPAL – agosto 2016

Com base em matrizes de insumo-produto desenvolvidas pelo Instituto Nacional de Estatística e Geografia (INEGI), o estudo estima o número de postos de trabalho compreendidos nas exportações de bens manufaturados mexicanos entre 2008 e 2012. São analisados tanto dados de trabalho direto, necessário para produzir mercadorias exportadas; como indireto, ou seja, o trabalho presente em insumos nacionais contidos nas exportações, somado ao emprego gerado por todos os impactos indiretos derivados da produção de bens intermediários. O emprego nas exportações é dividido em setores industriais exportadores e setores em que o emprego é criado. Como qualquer setor exportador requer bens intermediários produzidos no mesmo setor ou em outro, o conteúdo de trabalho indireto das exportações é dividido entre o emprego indireto intra- e intersetorial. O estudo está disponível aqui.

 

Relatório do Investimento Mundial 2016

 

UNCTAD – junho 2016

Em 2015, a recuperação global do investimento externo direto (IED) foi forte, com aumento de 38%. No entanto, parte do crescimento do IED resultou de grandes reconfigurações corporativas de empresas multinacionais, as quais transferiram sua sede por razões estratégicas. Com o subtítulo “Nacionalidade do Investidor: Desafios para as Políticas Públicas”, este Relatório da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD, sigla em inglês) analisa as estruturas de propriedade das empresas multinacionais, as quais têm se tornado mais complexas, e discute as práticas da política de investimento nos âmbitos nacional e internacional. O Relatório está disponível aqui.

 

Panorama do Emprego da OCDE 2016

 

OCDE – julho 2016

A edição de 2016 deste relatório, publicado anualmente pela Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), mapeia as tendências do mercado de trabalho e as perspectivas de curto prazo para os países que integram a Organização. Tal abordagem concentra-se no caso dos jovens vulneráveis, entendidos como aqueles que não possuem trabalho ou formação – grupo que tem crescido em muitos países membros da OCDE. A meta da Organização é reduzir, até 2025, o número de jovens em situação de vulnerabilidade em 15%. O documento está disponível aqui.

 

Cooperação Internacional Sob o Artigo 6 do Acordo de Paris: Reflexões antes da 44ª Sessão do Órgão Subsidiário de Implementação

 

ICTSD – julho 2016

O Artigo 6 do Acordo de Paris pode ser considerado um grande sucesso e um pequeno milagre para aqueles que acreditam que a cooperação internacional pode desempenhar um papel importante no novo regime climático. O Artigo 6 foi incorporado às negociações climáticas durante a 21ª Conferência das Partes (COP 21, sigla em inglês) da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC, sigla em inglês). O estudo discute os elementos do Artigo 6 que podem exigir esclarecimentos e suas implicações; e analisa a relação desse Artigo com outras partes do Acordo de Paris. O paper está disponível aqui.

TAG: 
Event
This article is published under
3 Agosto 2017
Em 29 de julho, ocorreu em Hangzhou (China) o segundo encontro dos ministros da Indústria do BRICS, grupo que reúne Brasil, Rússia, China e África do Sul. Logo em seguida, a cidade de Xangai abrigou...
Share: 
10 Agosto 2017
Em 7 de agosto, um representante da China lotado em Montevidéu afirmou que seu país tem interesse em um tratado de livre comércio (TLC) com o Uruguai e o Mercado Comum do Sul (Mercosul). No dia...
Share: