Publicações

18 Julho 2017

Foco no trabalho:Considerações-Chave de Política Comercial para a Cúpula do G20 em Hamburgo e Para Além Dela

 

ICTSD – julho 2017

Este volume reúne especialistas renomados em uma compilação de recomendações políticas para os líderes do G20. Os estudos oferecem ideias inovadoras sobre como reforçar a liderança do G20 em prol da sustentabilidade na economia global. O volume concentra-se em quatro áreas: desafios futuros ao sistema multilateral de comércio; reforma do regime internacional de investimento; governança da economia digital; e soluções relacionadas ao comércio para mitigação e adaptação à mudança do clima. Algumas contribuições resultaram da participação dos respectivos especialistas em um seminário organizado pelo International Centre for Trade and Sustainable Development (ICTSD), realizado paralelamente ao encontro do Grupo de Trabalho do G20 sobre Comércio e Investimento em Berlim (Alemanha), em fevereiro de 2017. Para acessar o documento completo em inglês, clique aqui.

 

Negociações Agrícolas na OMC: o que Esperar?

 

CNA – julho 2017

A poucos meses da 11ª Conferência Ministerial da Organização Mundial do Comércio (OMC), que acontecerá em Buenos Aires (Argentina), em dezembro, este estudo busca identificar áreas em que é possível lograr avanços nas tratativas em agricultura. Na Rodada Doha, as negociações nessa seara são estruturadas em três pilares: i) acesso a mercado, eixo em que quase não houve avanço; ii) competição nas exportações, que apresentou avanço moderado na Ministerial de Nairobi (Quênia); e iii) apoio doméstico. Este Boletim analisa o potencial de avanço em cada um desses três pilares. Para acessar o documento completo em português, clique aqui.

 

Investindo em Capacidades para o Comércio Inclusivo

 

OMC e OIT – julho 2017

Em pesquisas anteriores, a Organização Mundial do Comércio (OMC) e a Organização Internacional do Trabalho (OIT) buscaram identificar os mecanismos por meio dos quais a globalização afeta trabalhadores e as medidas que os governos podem tomar para tornar a globalização mais inclusiva. Agora, a OMC e a OIT concentram-se nas conexões entre comércio e capacidades e entre comércio e políticas de desenvolvimento de capacidades. Nesse mais recente relatório, as organizações fazem uma análise da literatura teórica e empírica e discutem algumas das lições extraídas do Programa Capacidades para Comércio e Diversificação Econômica da OIT. Ainda, o relatório analisa ensinamentos a partir do trabalho mais geral desenvolvido pela OIT sobre sistema de desenvolvimento de capacidades. Para acessar o relatório completo em inglês, clique aqui.

 

Comitês Nacionais de Facilitação do Comércio: Práticas e Desafios Atuais

 

OMC – junho 2017

A publicação busca prover informação sobre experiências nacionais, melhores práticas e recomendações com respeito ao estabelecimento e funcionamento dos Comitês Nacionais (CNFCs). A análise foi desenvolvida com base nas experiências compartilhadas por mais de 35 palestrantes durante um seminário realizado na Organização Mundial do Comércio (OMC), em 8 de junho de 2016, e nos resultados de um questionário eletrônico conduzido pelo Secretariado da OMC, que coletou informação sobre as práticas e desafios de 99 membros e 6 países em processo de acessão. O estudo busca auxiliar na definição do mandato e quadro institucional dos CNFCs, incluindo sua composição, participação do setor privado e papel do diretor. Ainda, oferece orientações para o funcionamento de longo prazo dos CNFCs. Para acessar o documento completo em inglês, clique aqui.

 

Avaliando Oportunidades para uma Melhor Integração dos Membros Associados da CEPAL

 

CEPAL – junho 2017

Como fase preliminar de ação em resposta à resolução que pede maior presença dos membros associados no trabalho da CEPAL, este estudo busca explorar desafios comuns enfrentados pelos membros associados não-soberanos e mapear opções estratégicas para melhorar seu nível de integração com organizações regionais e internacionais na subregião do Caribe. Além do mais, o estudo propõe formas de melhorar a integração dos membros associados por meio da cooperação Sul-Sul e outros mecanismos colaborativos com países vizinhos. Por fim, recomenda ações que tomam em consideração a particularidade de algumas circunstâncias observadas. Para acessar o documento completo em inglês, clique aqui.

 

Impactos da Mudança Climática e do Clima Extremo sobre a Produtividade Agrícola dos Estados Unidos: Evidência e Projeção

 

NBER – junho 2017

Com base em dados climáticos históricos, este artigo examina como mudança climática e clima extremo afetam a produtividade agrícola dos Estados Unidos. O estudo chega a quatro principais conclusões. Primeiro, cada estado experienciou diferentes padrões de mudança climática nos últimos cinquenta anos, com alguns estados encontrando condições mais secas e quentes do que outros. Segundo, quanto maior o índice de ondas de calor e quanto mais seco o clima, menor a produtividade. Terceiro, o impacto desses dois elementos é mais robusto sobre a produtividade do que sobre outras variáveis especificadas. Quarto, o artigo projeta impactos potenciais de mudanças de temperatura e nível de precipitação sobre a produtividade da agricultura dos Estados Unidos. Para acessar o artigo completo em inglês, clique aqui.

 

Relatório da Comissão Europeia para o Parlamento Europeu sobre Barreiras ao Comércio e ao Investimento

 

Comissão Europeia – junho 2017

Este relatório mostra que, em 2016, foram erguidas 36 novas barreiras ao comércio e investimento contra a União Europeia (UE). Juntas, tais barreiras podem resultar em um aumento total de custos aos empresários europeus da ordem de € 27,1 bilhões. No entanto, em vista da estratégia de mercado da UE, 20 barreiras – incluindo algumas já duradouras – foram resolvidas em 2016, criando oportunidades de exportação de bilhões de euros. Para acessar o relatório completo em inglês, clique aqui.

 

Negociações comerciais com os países da EFTA: interesses ofensivos do Brasil

 

CNI – maio 2017

O estudo fornece subsídios para ampliar o conhecimento do setor empresarial e governamental brasileiro em uma eventual negociação entre o Brasil e os países da Associação Europeia de Livre Comércio (EFTA, sigla em inglês). São abordadas as seguintes áreas: i) as relações econômicas da EFTA com o mundo e o Brasil; ii) as políticas de comércio e investimento dos países da EFTA; e iii) os interesses brasileiros e os compromissos assumidos pelos membros da EFTA em acordos preferenciais. O documento é o primeiro de uma série que busca apresentar informações sobre a política comercial e os interesses do setor industrial brasileiro em negociações com parceiros específicos. Para acessar o documento completo em português, clique aqui.

This article is published under
6 Setembro 2016
O encontro dos líderes do G-20 ocorreu em 4 e 5 de setembro, em Hangzhou (China), e foi marcado por diversas reuniões e importantes acordos bilaterais. Nessa ocasião, Estados Unidos e China...
Share: 
14 Setembro 2016
Senegal e Uruguai foram os membros da Organização Mundial do Comércio (OMC) que, mais recentemente, ratificaram o Acordo de Facilitação do Comércio (TFA, sigla em inglês), assinado na Conferência...
Share: